FECUNDAÇÃO

Primeiramente para entender o que é fecundação, é necessário um entendimento do que significa o termo. Fecundação consiste na fusão dos dois pró núcleos (o feminino e o masculino) na ampola da tuba uterina, desta fusão então tem origem a célula ovo ou zigoto que é a precursora de todas as outras células que se diferenciarão posteriormente.

Agora que já temos noção do significado do termo, vamos discutir alguns fatos anteriores que são responsáveis por facilitar e até mesmo tornar possível o encontro dos dois gametas.

O homem ejacula cerca de 350 milhões de espermatozóides em condições normais, destes apenas cerca de 200 alcançarão o ovócito e apenas 1 se fundirá para gerar uma nova vida. Durante este trajeto acontecem diversos fenômenos que proporcionam a fusão dos dois gametas. O primeiro fenômeno do qual temos que ter conhecimento é conhecido como capacitação, ele consiste em diversas mudanças na estrutura do espermatozóide fazendo com que este se torne apto a interagir com a zona pelúcida do ovócito é importante ressaltar que espermatozóides que se sofrem capacitação antes do tempo são considerados inviáveis. No líquido seminal existem substâncias que protegem os espermatozóides e impedem que estes se maturem completamente antes do tempo, ao chegarem na vagina o pH vaginal faz com que ocorra uma reação entre os espermatozóides e moléculas chamadas prostassomas que também impedem a capacitação prematura do espermatozóide já que aquele não é o ambiente correto para que ocorra a capacitação. Com o estímulo da inseminação a vagina é invadida por leucócitos que tem liberam substâncias que tem como função impedir espermatozóides não viáveis, há também uma relação com o muco cervical, é sabido que este se encontra mais hidratado na fase ovula tória, o que ajuda na passagem dos gametas por ele, também sabe-se que este muco serve de obstáculo para impedir que gametas inviáveis atravesses para dentro do corpo uterino. Também pelo estímulo da inseminação, o estrógeno presente no sêmen proporciona contrações uterinas auxiliando no encaminhamento dos gametas ao fundo uterino. Durante esse caminho os gametas são guiados por estímulos químicos e térmicos (quimiotaxia e termotaxia) assim não se perdem dentro do útero. Ao chegar no istmo eles se ligam a pequenos cílio que causam uma hiperativação nos gametas, alguns gametas menos preparados se prendem e ali permanecem o que nos faz crer que isso é um primeiro mecanismo contra a poliespermia. Ao chegar na ampola os gametas restantes (cerca de 200) eles encontram o ovócito e ao alcançarem a corona radiata inicia-se uma primeira reação acrossomal que permita aos espermatozóides alcançarem a zona pelúcida aonde ocorre a maior reação acrossomal, é importante lembrar que essa zona pelúcida é extremamente importante pois é espécie específica e ainda impede a poliespermia e posteriormente na fase de mórula tem função de manter os blastômeros unidos. Após diversas reações apenas um espermatozóide penetra no ovócito e então a zona pelúcida e a membrana do ovócito despolarizam o que impede a entrada de qualquer outro espermatozóide, após isso o ovócito secundário termina sua meiose e então sim há a fecundação ou seja a fusão dos dois pró núcleos.

Fonte: Anotações feitas em aula / Google

Durante a realização desta parte do portifolio encontrei um trabalho científico sobra a produção de embriões in vitro, trata-se de experimentos com animais e não com humanos, no entanto achei interessante o modo como explica as etapas do processo tais como obtenção do material, manutenção dos gametas, e a própria fecundação feita de maneira artificial e ainda trata-se de uma tecnologia nova no mercado. Isso demonstra os efeitos da tecnologia e como o homem está e tornando mais avaçado tentando dominar a própria natureza, e até mesmo porque não aperfeiçoá-la?

Artigo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982007001000021&lng=pt&nrm=iso

Estou anexando tambem um slideshow que encontrei durante a pesquisa e achei interessante. Recomendo que veja o slide show pois nele contém diversas imagens que facilitam o entedimento do assunto e achei mais fácil colocar o slideshow completo ao invés de tirar apenas figuras.

005-fecundacao

Também vou anexar alguns vídeos sobre o assunto.

Um vídeo mais demontrativo:

Um mais ilutrativo:

E um vídeo da National Geographic sobre o assunto:

Achei interessante a aula por demonstrar que a fecundação é um evento muito bem organizado e não uma questão apenas de sorte como eu pensava até então. Tambem me fez pensar em como a natureza e minunciosa nos eventos a ponto de ter tantos métodos de segurança para impedir que algo errado aconteça.

~ por seikienokawa em outubro 4, 2008.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: